terça-feira, 10 de novembro de 2009

Um pouco de história.

Piratini, cidade onde nasci, cresci e vivi por muitos e muitos anos da minha vida.
É com muito orgulho que apresento a vocês minha terra Natal!
Piratini - Primeira Capital Farroupilha.












Piratini é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se a uma latitude 31º26'53" sul e a uma longitude 53º06'15" oeste, estando a uma altitude de 349 metros. O ponto mais alto do município é o Cerro do Sandin, com 510 m de altitude. Sua população estimada em 2004 era de 20.316 habitantes.

Possui uma área de 3.562,5 km². É um município que conta com as águas do rio Camaquã.

Piratini ou "Piratinin" (denominação primitiva) teve, em 1789, o início do povoamento com 48 casais de açorianos. Ali, ergueram uma capela em honra de Nª Sra. da Conceição do Piratini. Em 1835, nela instalou-se a capital da nova República Farroupilha. Piratini ou Piratinin (denominação primitiva) que na língia Tupi-guarani significativa "peixe barulhento", teve em 1789 o início de seu povoamento com 48 casais, oriunda do arquipélago dos Açores. Os primeiros povoadores ao chegarem, estabeleceram-se no local denominado "Capão Grande do Piratini" e fundaram uma capela em honra a Nossa Senhora da Conceição, desde então, padroeira da cidade. No cenário político do país, Piratini tornou-se célebre durante a Revolução Farroupilha, por ser a Capital da República Rio Grandense. Piratini é identificada como a própria alma do Rio Grande. Por todo o Estado está sempre presente o seu nome, inclusive na Sede do Governo Estadual, o "Palácio Piratini". Além dos primeiros povoadores de origem portuguesa- açoriana, hoje fazem parte da população outras etnias, como alemães e italianos. Vale a pena conhecer e percorrer as centenárias "ruas" por onde ressoaram as esporas ao tropel dos corcéis farrapos.

Um comentário:

Maria João disse...

Pois, minha querida Suh, eu até dava aí um saltinho, mas é muito longe... :-)

Gostei de conhecer a tua terra natal!

Um beijinho