terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Eterno...

















...é tudo aquilo que vive uma fração de segundo mas com tamanha intensidade que se petrifica e nenhuma força o resgata!


Do poema de Carlos Drummond de Andrade.

Um comentário:

Maria João disse...

Suh

Eternos, são também os nossos gestos, pedaços de nós, perpetuados no coração de quem os abriga...

Um enorme beijinho para ti e que cada dia do novo ano seja uma dádiva, um terreno fecundo onde possas plantar uma semente tua.

Feliz 2010